MeuEstiloDecor

Como deixar sua casa aconchegante

Hoje eu quero falar sobre uma camada da decoração que é um dos principais recursos usados por designers de interiores e decoradores para injetar vida em um ambiente, mas que não é muito conhecido do grande público: as texturas.

neutral cold

Provavelmente a primeira coisa que vem na sua cabeça quando ouve falar de texturas são aqueles efeitos decorativos usados em pintura de parede, certo? Bem, você não está errada. Segundo a Wikipédia “Textura é o aspecto de uma superfície ou seja, a “pele” de uma forma, que permite identificá-la e distingui-la de outras formas. Quando tocamos ou olhamos para um objeto ou superfície sentimos se a sua pele é lisa, rugosa, macia, áspera ou ondulada. A textura é, por isso, uma sensação visual ou táctil”.

Sendo assim, as pinturas decorativas são sem dúvida um tipo de textura, mas eu estou falando de algo muito mais abrangente e poderoso do ponto de vista da decoração de ambientes. Eu estou falando da arte de combinar e fazer interagir materiais e acabamentos diferentes em um mesmo espaço.

Para um ambiente ganhar vida ele precisa de uma grande variedade de texturas, não somente do ponto de vista tátil, como os tecidos que  tocamos em estofados, almofadas, tapetes, cortinas, etc…mas também com relação ao aspecto visual das superfícies como paredes, pisos, tetos e mobiliário.

Estamos acostumadas a nos preocupar com a combinação de cores de um ambiente e como esta é a maior preocupação do público interessado em decoração, é natural que as revistas e blogs de decoração deêm maior ênfase a este assunto.

A má notícia é que por isso não somos educadas para enxergar o uso das texturas na decoração e quando fazemos um esforço para decorar as nossas casas sem nos preocupar com elas, ficamos com uma sensação de que algo está faltando e não entendemos onde foi que erramos!

A boa notícia é que aprender a usar as texturas não é nenhum bicho de 7 cabeças e o primeiro passo é aprender a “enxergar” as texturas de um ambiente, como eu vou te mostrar nas fotos abaixo.

A primeira coisa que você vai notar é que é mais fácil identificar as texturas em um ambiente de cores neutras, ou com poucas cores.

Nesta foto, como não há nenhuma cor além dos cinzas, a primeira coisa que vemos é a textura da parede.

neutral warm

Este ambiente já parece mais colorido mas a principal fonte de cor mais  são as flores, o resto das cores vem das texturas dos próprios materiais, como os diferentes tipos de madeira, a fibra natural da cadeira, a cerâmica da luminária e os variados tecidos.

texturas camada

Agora, quando adicionamos cores às texturas, a mágica acontece! Criamos ambientes super aconchegantes, charmosos e convidativos como o cantinho da foto acima.

Então vamos ao que interessa, como usar as texturas!

O segredo número 1 é buscar o contraste. Pisos lisos combinados com paredes ásperas (na primeira foto, a parede descascada de tijolos com o piso liso de cimento), cortinas de musseline, seda ou voil combinadas com almofadas de lã de confecção artesanal. Madeira de demolição combinada com vidro. Fibras naturais com metal. Brilhante com opaco e assim por diante.

Os contrastes criam uma tensão visual que gera interesse e instiga nosso olhar e nossas sensações.

Prá você brincar com as texturas na sua casa já, uma idéia fácil de fazer é comprar umas cortinas de tecido e instalar em um varão por cima das persianas ou procurar uma colcha esquecida no armário e combinar com algumas almofadas no sofá da sala.

Aí é só tirar uma foto e postar na fanpage do MeuEstiloDecor!

Palavras-Chaves

Compartilhe essa Publicação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *