MeuEstiloDecor

Luz quente e luz fria: Escolha a melhor pra você!

Escolher entre luz quente e luz fria depende de 2 fatores: um técnico e outro mais subjetivo.

Nesse post eu vou te mostrar como escolher e tirar todas as suas dúvidas sobre luz quente e luz fria na decoração.

Qual a diferença entre luz fria e luz quente?

Luz fria ou luz branca é a luz que se assemelha à luz produzida pelo Sol ao meio-dia.

Luz quente ou luz amarelada é a luz que se assemelha à luz produzida pelo Sol ao amanhecer e no final do dia (pôr-do-sol).

Nosso relógio biológico é altamente influenciado pelo ciclo solar, sendo o horário do meio-dia, um horário de alta atividade e energia e o final do dia um horário em que os níveis de energia e atenção começam a baixar.

Dessa forma, a luz fria/ branca é mais estimulante e desperta nossa atenção enquanto a luz quente/ amarelada induz ao relaxamento.

Mas é aí que a coisa se complica: cada organismo é único e reage de forma diferente.

Nem todo mundo concorda que a luz amarela é mais aconchegante.

Muitas leitoras aqui do blog dizem que não enxergam tão bem com luz quente, que a luz amarelada dá dor de cabeça e até que luz amarelada é “coisa de velho”!

E tem um monte de gente que diz que é a luz branca que dá dor de cabeça…

Luz amarelada é “coisa de velho”?

Antigamente, antes de existir a tecnologia das lâmpadas fluorescentes e de LED, só existiam as lâmpadas incandescentes, hoje fora do mercado.

As lâmpadas incandescentes emitiam luz amarelada, esquentavam muito e consumiam muita energia.

Por esse motivo, muita gente jovem, que já nasceu na era das lâmpadas fluorescentes ficou com a impressão de que a luz quente/ amarelada era “coisa de velho” e até “coisa de rico”, porque consumia muita energia e gerava uma conta de luz nas alturas…

Quem nunca teve um pai, uma mãe ou uma avó que “não eram sócios da Light”?

Luz quente e luz fria: Escolha a melhor pra você!

Para escolher entre usar luz quente e luz fria na decoração da sua casa você deve levar em consideração 2 fatores:

1. Fator técnico

A temperatura de cor da lâmpada (se é luz quente ou luz fria) não tem nenhuma relação com consumo de energia ou se a lâmpada esquenta ou não.

O que define se uma lâmpada vai gastar mais ou menos energia é sua tecnologia.

Lâmpadas LED, por exemplo, são mais econômicas (consomem menos energia e duram mais) do que lâmpadas fluorescentes, porém são mais caras.

Tanto as lâmpadas LED quanto as lâmpadas fluorescentes tem opção de temperatura de cor quente ou fria. 

O termo “temperatura de cor” se refere à percepção visual da cor (amarela = quente e branco = frio) e não à emissão de calor.

A temperatura de cor de uma lâmpada é medida em Kelvin.

luz quente amarela e luz fria branca

2. Fator subjetivo

O fator subjetivo é como você percebe cada tipo de luz, o efeito psicológico que a luz quente e a luz fria exerce sobre você.

Esse é o fator mais importante a ser considerado.

Tenho leitoras que “sentem” que enxergam melhor com a luz branca e outras que se sentem deprimidas com esse tipo de luz e até que dá dor de cabeça.

Eu amo luz quente e me sinto super acolhida em ambientes iluminados por ela enquanto em ambientes iluminados por luz branca eu me sinto na sala de espera do dentista.

Será que eu sou velha? 😂

Nunca subestime o fator subjetivo!

Quando usar luz quente e luz fria?

De maneira geral a luz fria/ branca por ser mais estimulante é recomendada para áreas onde foco e atenção são primordiais como cozinhas (limpeza, corte e preparação de alimentos), banheiros (barbear, maquiagem) e ambientes de estudo ou leitura.

Já a luz quente/ amarela é recomendada para ambientes onde buscamos conforto, acolhimento e aconchego como salas e quartos.

Mas você pode misturar os 2 tipos de luz e tirar proveito do que elas tem de melhor.

Algumas ideias:

Na sala

Use luz fria ou neutra (4.000 a 4.500 K) na iluminação geral (pontos de luz no teto) e luz quente nos pontos de luz secundários, como luminárias de mesa e de piso.

Assim, quando você estiver usando a sala para uma atividade que exija atenção, você usa a luz branca do teto e quando quiser um climinha mais intimista, para ver TV ou receber os amigos, liga só os pontos secundários.

No quarto

Faça tudo ao contrário do que eu disse acima!

Use luz quente no teto e em pelo menos 1 ponto secundário mas, se você gosta de ler antes de dormir ou se usa o quarto como escritório, deixe 1 luminária de leitura com lâmpada de luz fria para essas atividades.

No meu Guia Definitivo da Iluminação sem Gesso eu recomendo que todo ambiente deve ter pelo menos mais 2 pontos de luz secundários além do ponto de luz no teto.

Assim você ganha flexibilidade para criar um “mood” diferente para cada atividade.

Como misturar luz quente e luz fria no mesmo ambiente

Eu posso te ajudar a melhorar a iluminação da sua sala ou quarto de um jeito simples, rápido e sem gastar uma fortuna com a minha consultoria de decoração.

A consultoria é rápida: você recebe minhas sugestões 7 dias após me enviar as fotos do seu espaço.

E acessível: custa apenas R$ 297,00 que podem ser pagos em 3 x sem juros no cartão de crédito. 

Isso dá R$ 3,30 por dia! É menos do que um cafezinho em qualquer padaria!

E você não arrisca nada se comprar agora. Eu te dou 7 dias para decidir se gostou ou não das minhas sugestões.

Se você não ficar 100% satisfeita eu devolvo seu dinheiro.

Agende uma consulta grátis para me conhecer clicando no botão no topo desta página.

O que você tem a perder?

Palavras-Chaves

Compartilhe essa Publicação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

7 respostas

  1. Olá, Simone! Concordo com você, a luz fria me deixa atenta, já a quente me deixa mais confortável. Ótimo final de semana! Um beijo grande.

  2. Eu dividi os tipos de luzes. Leio muito e a luz branca é muito mais confortável para eu ler. A luz amarela me cansa, me desanima, e eu uso como luz indireta, quando eu quero só descansar e dormir. Mas uso assim tanto no quarto como na sala.

  3. Sonia regina disse:

    Adoro luz quente nos quartos, antigamente o pessoal costumava falar que parecia casa de sítio kkk

    1. Eu adoro a luz amarelada Rafael. Se gostar de ler antes de dormir, você pode usar uma lâmpada de cor mais neutra na luminária de cabeceira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *