Decoração pra Vida Real

Meu negócio é te ensinar tudo que sei sobre decoração sem segredos

e te ajudar a decorar sua casa sem enrolação.

Baixe grátis o guia "Arrume sua estante como um designer"

Substituindo as lâmpadas incandescentes: Guia completo

As lâmpadas incandescentes, que são as lâmpadas comuns que usamos em casa, vão sumir dos mercados até o final deste ano.
Isso é bom, porque esse tipo de lâmpada é muito ineficiente e pouco econômica, apenas 4% da sua energia é transformada em luz, os outros 96% se transformam em calor.
Mas é também uma dor de cabeça, porque provavelmente o seu marido já trocou todas as lâmpadas da casa por modelos fluorescentes de luz branca (argh) que ficam “espetados” pra fora das luminárias. Cruz credo.
Pois agora você vai aprender tudo que precisa saber pra convencer o maridão que dá pra economizar sem transformar sua casa numa repartição pública.Substituindo-lampadas-incandescentes-guia-completo

Substituindo as lâmpadas incandescentes:

Guia completo

1. Calcule a quantidade de luz que cada ambiente precisa
Calcule a metragem quadrada do ambiente. Atribua 100 watts para os primeiros 6 metros quadrados. Depois, a cada 4 metros quadrados, atribua 60 watts.
Por exemplo a minha sala tem 22 metros quadrados então eu vou atribuir 100 watts para 6m2 deste total. Restaram 16m2. A cada 4 m2 eu atribuo mais 60 watts ou seja, mais 240 watts. A necessidade total da sala é de 340 watts.
Obs: cálculo baseado na potência das lâmpadas incandescentes
Fonte: Instituto Federal de Santa Catarina

Compativo de potência das lâmpadas
Incandescente 60W = Fluorescente compacta 15W = LED 7W

Área em m2IncandescenteFluorescenteLED
0 a 6 m2100W25W12W
6 a 10 m2160W40W19W
10 a 14m2220W55W25W
14 a 18m2280W70W33W
18 a 22m2340W85W40W

2. Defina a quantidade de lâmpadas necessária

No exemplo da minha sala de 22m2 eu precisaria da seguinte quantidade de lâmpadas:

Incandescentes1 de 100W + 4 de 60W
Fluorescentes compactas1 de 25W + 4 de 15W
LED1 de 11W + 4 de 7W

3. Compare a vida útil, o consumo de energia e os preços de cada lâmpadaSubstituindo-lampadas-incandescentes-guia-completo-infografico

Conclusão:

As lâmpadas LED são disparado a opção mais econômica para a substituição das incandescentes, já que consomem menos energia e necessitam menos troca de lâmpadas.
O problema é que o investimento inicial ainda é alto. No exemplo da minha sala, 5 lâmpadas LED a R$50 cada uma, daria um investimento inicial de R$250 contra R$75 das fluorescentes compactas.

As lâmpadas de LED tem a vantagem de serem as únicas que não emitem raios ultravioletas nem infravermelhos e como não usam substâncias tóxicas na sua composição, podem ser manuseadas sem susto e descartadas sem prejudicar a natureza.

Minha sugestão é usar um mix de lâmpadas fluorescentes compactas e de LED e aos poucos ir substituindo tudo por LED. Procure começar com as LEDs onde tem muito acende/apaga que diminui muito a vida útil das fluorescentes.

Por exemplo, você pode usar as lâmpadas de LED nas luminárias de teto (iluminação geral) e as fluorescentes compactas nas luminárias decorativas e de trabalho.

Cuidados na escolha das lâmpadas para uma iluminação aconchegante

Temperatura de cor
Você já sabe que uma luz mais quente, ou seja, mais amarela torna um ambiente mais aconchegante e relaxante. Já uma luz mais branca e fria tem o efeito oposto, é estimulante sendo por isso mesmo a preferida dos ambientes de trabalho e estudo.

A unidade de medida da temperatura de cor é o Kelvin (K). Quanto mais alta a temperatura de cor, mais clara é a tonalidade de cor da luz.
Na sua casa, prefira as lâmpadas com temperatura de cor de 2.700K (amarela quente) para a iluminação geral de salas e quartos e as de 6.000K (branca fria) para banheiros e cozinhas.

Para as luminárias de piso e de mesa, escolha a temperatura de cor da lâmpada de acordo com a função da peça. Por exemplo, se a luminária de mesa for usada para iluminar uma mesa de trabalho ou estudo, prefira uma lâmpada de luz branca mas se for um abajour com efeito meramente decorativo, escolha luz amarela.

Índice de Reprodução de Cor (IRC = 100 ótima reprodução de cor)
Mede a fidelidade com que as cores são reproduzidas sob uma determinada fonte de luz artificial, tendo como referência a luz natural. Quer dizer, a luz do sol tem IRC máximo = 100.
Este é o maior desafio das lâmpadas flourescentes e LED, já que as lâmpadas incandescentes tem IRC máximo = 100. Na sua casa, prefira as lâmpadas com IRC superior a 80. Alguns fabricantes já oferecem lâmpadas LED com IRC superior a 90.

Eu tenho certeza que você deve estar pensando: E as famosas dicróicas?
Lâmpadas dicróicas são lâmpadas halógenas assim como as PAR, AR e halopin. Assim como as incandescentes elas emitem luz agradável e tem alto IRC, o problema é que a economia em relação às incandescentes é de apenas 30% e esquentam muito causando desconforto e exigindo um maior gasto com ventiladores e ar-condicionados. As lâmpadas também tendem a queimar muito exigindo muitas trocas.
Por terem uma luz bonita e um facho fechado são boas fontes de luz decorativa para serem usadas com moderação como destaque de alguma peça especial.

Com o que você aprendeu eu garanto que a sua casa vai ficar mais acolhedora e a conta de luz vai diminuir. Bora fazer o planejamento de iluminação da sua casa?

8 Respostas para Substituindo as lâmpadas incandescentes: Guia completo

  1. Por favor, um ventilador de teto que suporta no máximo 4 lâmpadas incandecentes de 60W, pode receber 4 lâmpadas de quantos Whats, tanto fluorescente compacta, quanto led?
    Acredito que a limitação se dá em função do quanto de energia consome. Havendo menos consumo tenho margem para aumentar a potência e ganhar maior lumosidade? Grato

Assine o Canal MeuEstiloDecor e receba as novidades: